Processo criativo: conceito, prática e resultados

Processo criativo

Se você pretende melhorar a criação publicitária dos seus projetos, não pode ignorar o desenvolvimento de um processo criativo. Ele impulsiona novas linhas de pensamento que impactam diretamente no surgimento de diversas ideias. Para isso, utiliza conceitos sólidos e que podem ser úteis naquele momento. 

Neste artigo, vamos explicar como ele funciona, quais são os seus benefícios para profissionais, como colocá-lo em prática, entre outras questões. Então continue com a leitura e tire todas as suas dúvidas.

Sem tempo para ler o conteúdo agora? Receba o conteúdo no seu email:

Conceito de processo criativo

Trata-se de um processo de estruturação de um pensamento que tem como proposta desenvolver a criatividade para resolver uma determinada demanda na empresa. 

Em outras palavras, trabalhar com processo criativo é concentrar as suas energias para melhorar a capacidade para ter novas ideias, especialmente em dias em que o excesso de tarefas causa um bloqueio na conclusão das atividades. 

Sabemos que em agências o processo criativo estruturado e compreendido é fundamental para encontrar novas ideias em qualquer projeto, seja em uma campanha importante ou em uma atividade menos complexa. 

Ao contrário do que muita gente imagina, esse processo não consegue eficiência apenas com a execução em si, mas com uma prática frequente e estável. Dessa forma, você consegue entendê-la com mais facilidade. 

Uma das formas de melhorar o seu processo criativo é buscando inspiração em outros profissionais. Justin Brown, fundador do Ideapod, já compartilhou nas redes sociais como ele encontra novas ideias para os seus projetos Vale a pena assistir ao vídeo abaixo para conhecer os segredos desse profissional. 

Processo criativo nas empresas e na economia

De acordo com uma pesquisa da Adobe, 6 a cada 10 pessoas sentem que ser criativo é valioso para a economia de seus países. 

Quase 60% dos CEOs entrevistados citaram a criatividade como a qualidade de liderança mais importante, seguida pela integridade (52%) e pelo pensamento global (35%) (IBM).

No entanto, 75% das pessoas acreditam que não estão vivendo com todo o seu potencial criativo (Adobe). Para lidar com esse problema da melhor forma e alcançar o desenvolvimento profissional, é fundamental conhecer quais são as fases do processo criativo. 

Benefícios do processo criativo

Um processo criativo não pode ser feito da noite para o dia. É necessário ser estruturado e organizado para alcançar ótimos resultados. 

Ao montar um fluxo de trabalho criativo, você chegar vários objetivos. 

  • Processo de criação do produto mais prático; 
  • Economia de tempo;
  • Economia de dinheiro. 

A regra é clara: quanto mais conhecimento um profissional tiver sobre o cliente e os produtos ou serviços que ele oferece, menos refação e feedbacks encontrará no meio do percurso. 

Um fluxo de trabalho criativo ainda pode trazer outras vantagens para a rotina.

  • Simplificação de prazos e operações;
  • Alinhamento da expectativa do cliente; 
  • Mais confiança para desenvolver o trabalho. 

A desorganização é um obstáculo que causa estresse e prejudica a produtividade do profissional. Se você não estiver na mesma página que o cliente da companhia, será mais complicado alcançar as expectativas e o prazo que foi definido na reunião de briefing. 

As quatro etapas do processo criativo

Imagem: Filestage

Um dos processos criativos mais conhecidos do mercado foi desenvolvido pelo psicólogo Graham Wallas, em 1926. Naquele período, o especialista construiu a Arte do Pensamento. 

Trata-se de uma teoria que ajuda a introduzir na empresa as quatro etapas do processo para criar ideais e soluções. O modelo é mais conhecido, como 4-stage model. Veja abaixo como funciona cada etapa. 

1- Preparação

O principal objetivo é fazer um estudo e uma pesquisa aprofundada sobre o projeto ou atividade. Nesta etapa, você precisa definir onde pretende chegar, quais são as alternativas, quais são as barreiras que podem atrapalhar o desenvolvimento, público-alvo ou persona e outros fatores que impactam no problema. Ao fim do processo, esses dados podem ser utilizados como base para a sua ideia. 

2- Incubação

Após descobrir as principais informações sobre a sua demanda, você precisa deixar o medo e a síndrome do impostor de lado para tirar as ideias do papel. Outra dica interessante é ignorar o perfeccionismo, que é um dos principais vilões do processo criativo. Como diz aquele velho ditado,“ a prática leva à perfeição”.

3- Iluminação

Agora as ideias começam a aparecer como em um passe de mágica. A situação é bastante semelhante aos desenhos animados quando uma lâmpada surge em cima da cabeça do personagem quando ele pensou em uma solução fantástica para o problema. 

Após permitir que os pensamentos apareçam sem intervenção, as ideias ganham estruturas, não são mais confusas e podem ser visualizadas com mais praticidade. 

4- Implementação 

Chegou um dos momentos mais divertidos do processo criativo. Aqui, você pode colocar a mão na massa. Ideias são ótimas para projetos, mas não faz sentido se elas ficam guardadas em seu pensamento ou documentadas na nuvem. 

Por isso, a etapa de implementação é o momento de colocar todas as ideias que foram pensadas na iluminação. Aqui, você vai conferir se o resultado atendeu às suas expectativas ou se o projeto precisa sofrer algumas alterações. 

Em um primeiro momento, pode parecer complicado desenvolver o processo criativo em sua empresa, mas com paciência e repetição, será mais fácil adquirir mais ideias durante a rotina de trabalho. 

Se você pretende alcançar um cargo de liderança no futuro, veja no vídeo abaixo como construir a cultura de inovação na companhia. 

O processo criativo em agência de publicidade 

Em uma agência de publicidade, o processo de criação pode ser diferente do modelo tradicional. Na fase de preparação, recomendamos estudar sobre os negócios, produtos ou serviços que são oferecidos pelo cliente. 

Uma dica interessante é revisar os anúncios que já foram publicados para essa conta. Além disso, vale a pena analisar as estratégias dos concorrentes. A biblioteca de anúncios do Facebook é uma ótima ferramenta para ajudá-lo nessa etapa.  

Imagem: biblioteca de anúncio do Facebook

Após os estágios de incubação e iluminação, você pode registrar todas as ideias em um papel, documento de Word ou planilha. Escolha a ferramenta de sua preferência. 

É fundamental deixar claro que nem todas as ideias serão aprovadas, mas uma sugestão pode trazer outras ideias e inspirar até os colaboradores da sua empresa para apresentar novas soluções. 

Ao introduzir as suas ideias, o processo criativo volta para a fase inicial, até certo ponto, à medida que as sugestões são revisadas. Algumas propostas podem ser reprovadas, enquanto outras são executadas e ajustadas para atingir o objetivo da companhia. 

Obstáculos da criatividade 

Precisamos ser sinceros. Nem sempre temos ideias que possam ser úteis naquele momento. Sabemos que a frustração é grande, principalmente quando executamos o trabalho em uma agência ou estamos a frente de um projeto que pode trazer bons resultados para a nossa carreira.  

Existem alguns motivos que podem atrapalhar a sua criatividade. É importante conhecê-los para descobrir como solucionar o problema com mais assertividade. 

  • Falta de tempo: em grande parte dos casos, não damos tempo suficiente para incubar uma ideia. Portanto, reserve um espaço maior para essa etapa durante o processo criativo. 
  • Medo: alguns profissionais não conseguem colocar suas ideias em prática. O medo prejudica a confiança e a motivação durante a rotina de trabalho. Se você quer conquistar um diferencial competitivo no mercado, supere esse obstáculo imediatamente. Busque ajuda de uma terapia ou especialistas da área para entender melhor como lidar com esse obstáculo;
  • Perfeccionismo: esse é um dos principais problemas que atormentam os profissionais. Se você atua em uma agência de publicidade, ignore essa característica. O mais indicado é apresentar muitas ideias, principalmente no início da criação do conteúdo. Às vezes, uma simples solução pode resolver todos os problemas da companhia. 

Separe 30 minutos em sua rotina e aprenda no vídeo abaixo como sair de um bloqueio criativo e comece a produzir arte criativa novamente. 

Ferramentas para otimizar processos criativos 

Um designer de sucesso é aquele que utiliza diversas ferramentas para melhorar o seu processo criativo. Veja abaixo quais são as mais importantes. 

1- Mapas mentais

Provavelmente, você já teve contato com essa ferramenta enquanto estudava para o vestibular. Ela é um diagrama que ajuda a administrar informações e ideias em um esquema gráfico. Aqui, o profissional pode rascunhar tudo que veem da sua mente até encontrar a solução ideal. 

2- Brainstorming

A próxima ferramenta da nossa lista reúne diversas ideias dos colaboradores da equipe em um determinado projeto. O objetivo é reunir o máximo de informações para solucionar a proposta que é mais adequada para o objetivo. 

3- Digital Asset Management

Conhecido também como DAM, essa plataforma tem como objetivo armazenar os dados da empresa e gerenciar os ativos digitais da companhia. Ao concentrar todas as informações em um único lugar, o seu negócio conquista várias vantagens. 

  • Aumento de produtividade;
  • Integração entre as plataformas;
  • Gerenciamento avançado de arquivos;
  • Padronização de branding;
  • Colaboração criativa;
  • Espaço de armazenamento personalizado;
  • Segurança contra ataques;
  • Informações alinhadas. 

Segundo 91% dos profissionais de marketing, uma ferramenta que permite revisar, analisar e atuar conforme as informações do cliente e da equipe de marketing em tempo real seria bastante útil para as companhias. 

Um processo criativo é essencial para o sucesso de qualquer empresa ou profissional. Então, comece hoje mesmo a montá-lo e conquiste vários benefícios. 

Após descobrir as principais informações sobre processo criativo, conheça alguns exemplos de canvas que podem otimizar o seu trabalho. 

Newsletter

Mídia, publicidade e marketing

Além dos nossos conteúdos, você vai receber dicas de podcast, livros, notícias de mercado e mais. Não é só mais uma newsletter!