Como as equipes criativas e de performance trabalham juntas

Sabemos que as equipes internas de criação e de desempenho nem sempre compartilharam da mesma opinião. Porém, a união desses dois setores traz benefícios não só para a empresa, mas especialmente para os clientes 

As duas áreas precisam falar a mesma língua. Caso contrário, a organização terá problemas no futuro com projetos desalinhados, insatisfação e fracasso nas campanhas de mídia

Não é complicado encontrar criativos atraentes na equipe e no mercado. Porém, não adianta ter esse profissional se não for possível medir os resultados e se não houver métricas para acompanhar as campanhas que tiveram sucesso e quais são aquelas que precisam de ajustes, não faz sentido realizar campanhas de marketing. 

O lado positivo é que a tecnologia trouxe vários recursos para eliminar os gargalos entre os dois times, garantindo mais praticidade, eficiência e produtividade. 

Neste artigo, vamos mostrar como as equipes criativas e de performance devem trabalhar juntas. Acredite, é mais fácil do que você imagina.

Duvida? 

Então, continue com a leitura e tire todas as suas dúvidas. 

As equipes de performance precisam de histórias para contar 

A principal missão do marketing de performance é acelerar o crescimento. Ele tem como objetivo garantir que todos os pontos de contato com o consumidor sejam monitorados e mensuráveis em cada estágio do funil. 

O time conta com o apoio das equipes criativas para nutrir a base de clientes com conteúdos relevantes, para fazer testes A/B e otimizar as campanhas, seja de prospecção ou retargeting. 

É fundamental deixar claro que o modelo de criativo utilizado para uma campanha de prospecção não é o mesmo aplicado para uma campanha de retargeting. Por isso, é muito importante ter variedade de conteúdo no time de performance. 

As equipes de performance também contam com a diversidade criativa para melhorar os números de receita. Os criativos têm habilidades suficientes para renovar os anúncios com frequência. Porém, o grande desafio é atingir essa escala, uma vez que sempre é necessário produzir novos ativos em todos os canais. 

O desafio é ainda maior quando é necessário desenvolver um anúncio diferente para cada audiência. Como se sabe, anúncios devem ser personalizados de acordo com o contexto e o perfil da sua persona. E os números comprovam essa afirmação. 

Ao entregar anúncios cada vez mais relevantes conforme a localização e a preferência de sua audiência, o iFood conquistou ótimos resultados de performance. Para se ter uma ideia, a marca reduziu em 70% o custo por pedido. Uma economia importante para a receita da empresa e para o time de marketing. Veja o case completo.

A automação criativa preenche a lacuna entre as equipes

A boa notícia é que o mercado ganhou uma tecnologia para facilitar a rotina de todos os membros da sua equipe. Por meio da Automação Criativa é possível unificar as equipes de criação com o setor de desempenho. 

Ao unir os dois times, você tem mais tempo para executar outros tipos de atividades e tem mais chances de evitar a tão temida refação. 

Uma das principais vantagens da Automação Criativa é que ela separa o conteúdo do design. Dessa forma, a única preocupação da equipe criativa é estabelecer as regras visuais para o vídeo ou anúncio estático. 

Além disso, deve-se armazenar variáveis, como:  imagens de produtos, títulos, informações sobre descontos e CTAs em um feed de conteúdo separado.

Funciona assim: a equipe criativa é responsável por projetar os modelos necessários para teste, aquisição e retargeting. Já os profissionais de performance geram as variantes para atualizar as campanhas. Tudo isso feito sem obstáculos ou a necessidade de solicitar aos designers a atualização dos criativos de forma manual. 

Fluxos de trabalho de produção mais ágeis permitem que as equipes criativas tenham mais tempo disponível para executar grandes projetos e ideias estratégicas para a sua empresa. 

Eles podem produzir com facilidade criativos que correspondem ao objetivo da marca, com qualidade e consistência. 

Aumentando drasticamente a produção da campanha

Engana-se quem pensa que as campanhas são direcionadas apenas para prospecção e retargeting. 

As marcas lançam a todo o momento produtos e promoções para o seu público. Elas também criam campanhas atemporais que focam em uma audiência específica ou demográfica. A escolha depende do tipo de produto que será divulgado pela marca. 

Existem vários tipos de campanhas que exigem mais conteúdos dos criativos e uma carga mais intensa nas equipes de criação. 

A Automação Criativa faz com que as marcas criem materiais promocionais e conteúdos personalizados para vários tipos de público e abordagens narrativas. Com poucos cliques, é possível desenvolver uma nova campanha, garantindo um aumento na produtividade. 

Colaborando para Agilidade

Provavelmente, a sua equipe de criativos já teve dificuldades para trabalhar em grandes projetos que necessitavam de escalabilidade e eficiência. Isso é muito ruim para a marca, pois empresas de sucesso no mercado trazem um diferencial competitivo para a empresa. 

Para desenvolver ideias brilhantes em um curto período de tempo, vale a pena contar com o apoio da Automação Criativa. A agilidade ajuda a sua equipe a enfrentar projetos desafiadores. Sem dúvidas, será mais fácil impressionar os consumidores. 

Ao contrário do que muita gente imagina, a automatização de processos para equipes criativas e de desempenho não é exclusividade somente de grandes empresas. Organizações de médio porte também podem utilizar a tecnologia para aumentar a produtividade e qualidade do trabalho do seu time. 

Após descobrir como as equipes criativas e de desempenho podem trabalhar juntas, conheça como o Digital Asset Management pode ajudar no armazenamento e na organização dos documentos da sua empresa. 

CALENDÁRIO DO VAREJO